Cerveja do Mês MD SOUR PINOR NOIR

 

Nossa MD Oloroso foi envelhecida por 8 meses em barris de 2º uso, que abrigaram inicialmente um Jerez, cujo nome era Oloroso. O Jerez é um vinho fortificado, produzido no sul da Espanha com uvas brancas (a Palomino Fino), envelhecido em barricas de carvalho e que usa a mistura de várias safras na sua elaboração. Os jerezes podem ser divididos em duas famílias:

Nossa MD Oloroso foi envelhecida por 8 meses em barris de 2º uso, que abrigaram inicialmente um Jerez, cujo nome era Oloroso. O Jerez é um vinho fortificado, produzido no sul da Espanha com uvas brancas (a Palomino Fino), envelhecido em barricas de carvalho e que usa a mistura de várias safras na sua elaboração. Os jerezes podem ser divididos em duas famílias:

Fino: são vinhos pálidos, leves, delicados, refrescantes e secos, fortificado a 15 graus. Nesta graduação, o vinho mantém a flor. Trata-se do nome que se dá para a camada de leveduras e bolor que protege o vinho da oxidação durante a fermentação. As barricas não são totalmente preenchidas e o ar fica separado do líquido por esta manta natural. É no geral bastante seco, com uma certa salinidade e boa acidez.

Oloroso: é fortificado a 17 graus, nesta temperatura o vinho não forma a flor. A bebida então sofre o contato com o oxigênio e passa por um processo de oxidação de um envelhecimento tradicional. Mais estruturados, complexos, intensos, cujos açúcares do mosto são quase que totalmente fermentados, recebe adição de aguardente vínica suficiente para atingir de 18% a 20% de grau alcoólico e amadurece longamente em tonéis de carvalho em contato intenso e proposital com o oxigênio. O resultado é um vinho de cor âmbar, pungente, rico em aromas e sabores.

O Oloroso, em específico, é envelhecido em um sistema de solera, famoso método de “envelhecimento dinâmico” que consiste em barris empilhados de forma que os vinhos mais antigos fiquem embaixo, no solo (daí o nome solera ou soleira), e os mais novos no topo. Os vinhos do topo são os vinhos do ano. Uma porção de vinho do barril mais antigo é removida e engarrafada. A parte utilizada é reposta com vinho do penúltimo barril, seguindo assim sucessivamente até que o primeiro deles seja completado com vinho novo.

Conheça mais sobre a MD Sour Pinor Noir

HARMONIZAÇÕES

Croissant com presunto de Parma e queijo brie

Jamón Serrano ou Pata Negra, aspargos grelhados, truta defumada, pratos com prosciutto, gorgonzola e pera. Queijo brie com nozes e/ou amêndoas torradas também são excelente pedida. Charutos são ótimo casamento.
Sugestão do Chef: Croissant com presunto Parma, queijo Brie, figos caramelizados no mel e mini rúcula.

VER RECEITA
 

AS CRÔNICA DE MAD DWARF

A Origem do Oloroso

COMPARTILHAR